EMAGRECENDO MELHORA A DOR DA ARTRITE

EMAGRECER

21 de julho de 2011

ENDOCRINOLOGIA – NEUROENDOCRINOLOGIA: A SÍNDROME PRÉ-MENSTRUAL É MUITO COMUM PRINCIPALMENTE ENTRE AS MULHERES DOS 20 AOS 40 ANOS DE IDADE

E SE VOCÊ ACHAR QUE TEM SÍNDROME PRÉ-MENSTRUAL PROCURE UM ENDOCRINOLOGISTA PARA ORIENTÁ-LA.


O seu endocrinologista pode diagnosticar síndrome pré-menstrual com base nos sintomas que você apresenta, quando eles ocorrem, e quanto eles afetam sua vida. Se você acha que tem síndrome pré-menstrual, mantenha o controle dos sintomas que você apresenta e quão graves eles são por alguns meses. Faça anotações dos seus sintomas dia a dia e quando você for à consulta leve estas anotações com você para mostrá-las ao seu endocrinologista. Seu endocrinologista também vai querer certificar-se de que você não tem uma das seguintes condições que podem ocorrer com os sintomas da síndrome pré-menstrual: depressão; ansiedade; menopausa; síndrome da fadiga crônica; síndrome do intestino irritável; problemas com o sistema endócrino, que é o responsável pela produção de hormônios. Há formas diferentes de como muitas mulheres sofrem de síndrome pré-menstrual. Estima-se que pelo menos 85% das mulheres que menstruam têm ao menos um sintoma da síndrome pré-menstrual como parte de seu ciclo mensal. A maioria dessas mulheres tem sintomas muito leves que não necessitam de tratamento. Cerca de 3 a 8% das mulheres que menstruam têm uma forma mais severa da síndrome pré-menstrual, que é o transtorno disfórico pré-menstrual, que é uma forma mais severa de síndrome pré-menstrual. 
A síndrome pré-menstrual ocorre mais freqüentemente em mulheres que: estão entre 20 e 40 anos de idade; têm pelo menos 1 criança; têm histórico familiar de depressão; têm uma história pregressa de depressão pós-parto ou um transtorno de humor. Muitas coisas têm sido tentadas para aliviar os sintomas da síndrome pré-menstrual. O mesmo tratamento não costuma funcionar para diferentes mulheres, cada uma delas deve experimentar diferentes formas de tratamento para ver qual é o mais adequado para si. Algumas opções de tratamento incluem: mudanças de estilo de vida; medicamentoso; terapias alternativas. Se a sintomatologia de sua síndrome pré-menstrual não é tão ruim que você precisa consultar um endocrinologista, algumas mudanças de estilo de vida podem ajudá-la a se sentir melhor. Aqui estão algumas atitudes que você pode tomar que podem ajudá-la no alívio dos seus sintomas: exercite-se regularmente. A cada semana, você deve fazer: 2 horas e 30 minutos de atividade física de intensidade moderada; 1 hora e 15 minutos de intensidade vigorosa atividade física aeróbica, ou uma combinação de atividade física moderada e vigorosa, e atividades de fortalecimento muscular em 2 ou mais dias. 
Comer alimentos saudáveis, como frutas, verduras e grãos integrais. Evitar o sal, alimentos açucarados, cafeína e álcool, especialmente quando você está tendo sintomas da síndrome pré- menstrual. Dormir o suficiente. Tentar obter cerca de 8 horas de sono a cada noite. Encontrar maneiras saudáveis ​​de lidar com o estresse. Converse com seus amigos, faça exercício, ou escreva em um diário. Algumas mulheres também consideram útil a massagem terapêutica, yoga, relaxamento. Não fumar. Alguns medicamentos e vitaminas podem aliviar os sintomas da síndrome pré-menstrual, mas para usá-los você deve procurar o seu endocrinologista.

Dr. João Santos Caio Jr.
Endocrinologia – Neuroendocrinologista
CRM 20611

Dra. Henriqueta V. Caio
Endocrinologista – Medicina Interna
CRM 28930

Como Saber Mais:

1. O seu endocrinologista pode diagnosticar síndrome pré-menstrual com base nos sintomas que você apresenta, quando eles ocorrem, e quanto eles afetam sua vida... como saber mais
http://osteoporose2.blogspot.com


2. Cerca de 3 a 8% das mulheres que menstruam têm uma forma mais severa da síndrome pré-menstrual, que é o transtorno disfórico pré-menstrual, que é uma forma mais severa de síndrome pré-menstrual... como saber mais
http://oseoporosecontrolada.blogspot.com

3. A cada semana, você deve fazer: 2 horas e 30 minutos de atividade física de intensidade moderada; 1 hora e 15 minutos de intensidade vigorosa atividade física aeróbica, ou uma combinação de atividade física moderada e vigorosa, e atividades de fortalecimento muscular em 2 ou mais dias... como saber mais
http://climateriocontrolado.blogspot.com


AUTORIZADO O USO DOS DIREITOS AUTORAIS COM CITAÇÃO
DOS AUTORES PROSPECTIVOS ET REFERÊNCIA BIBLIOGRÁFICA. 


Referências Bibliográficas:

JULIE BROWN, MICHAEL PATRICK O'BRIEN SHAUGHN, MARJORIBANKS JANE, WYATT KATRINA, THE COCHRANE LIBRARY Valadares, G. C.; Ferreira, L. V.; Correa Filho, H.; Romano-Silva, M. A. Transtorno disfórico pré-menstrual revisão – conceito, história, epidemiologia e etiologia. Revista de Psiquiatria Clínica; 33 (3); 117-123. Sampaio, H. A.C. Aspectos nutricionais relacionados ao ciclo menstrual. Revista de Nutrição, Campinas, 15(3):309-317, set./dez., 2002. Rodrigo S. Dias, MD, PhD, da Clínica Bipolar e Programa de Pesquisa do Massachusetts General Hospital em Boston – agora no Instituto de Psiquiatria da Universidade de São Paulo Medical School, Brasil; Am J Psychiatry. on line em 15 fevereiro de 2011.









Contato:
Fones: (11)5572-4848/ (11) 2371-3337/ ou 98197-4706 TIM
Rua: Estela, 515 – Bloco D -12ºandar - Conj 121/122
Paraiso - São Paulo - SP - Cep 04011-002
e-mails: vanderhaagen@gmail.com


Site Clinicas Caio
http://drcaiojr.site.med.br/
http://dracaio.site.med.br/


Site Van Der Haagen Brazil
www.vanderhaagenbrazil.com.br
www.clinicavanderhaagen.com.br


Google Maps:

Seguir no Google Buzz


20 de julho de 2011

ENDOCRINOLOGIA – NEUROENDOCRINOLOGIA: OS SINTOMAS DA SÍNDROME PRÉ-MENSTRUAL E DO TRANSTORNO DISFÓRICO PRÉ-MENSTRUAL

QUE SÃO MAIS EXACERBADOS EM RELAÇÃO AOS SINTOMAS DA SÍNDROME PRÉ-MENSTRUAL, PODENDO ATÉ INTERFERIR NA VIDA DIÁRIA DA MULHER.


Os sintomas da síndrome pré-menstrual variam muito de uma mulher para outra. Em sua maioria as mulheres têm alguns sintomas na síndrome pré-menstrual e estes podem variar ao longo da vida. A mulher pode achar que tem sintomas semelhantes na síndrome pré-menstrual todo mês, mas eles podem variar em intensidade. A cada poucos meses a mulher pode ter sintomas ligeiramente diferentes. A síndrome pré-menstrual tende a ser diferente para cada mulher. Os sintomas da síndrome pré-menstrual costumam acontecer ao mesmo tempo no ciclo menstrual a cada mês, e estes sintomas podem se iniciar de 1 a 2 semanas antes da menstruação. Eles geralmente melhoram quando a mulher menstrua, e depois desaparecem até 1 a 2 semanas antes da próxima menstruação. Existem mais de 100 sintomas relacionados à síndrome pré-menstrual, mas os mais comuns são: os sintomas físicos mais freqüentes da síndrome pré-menstrual são: retenção de líquidos com sensação de inchaço; dor e desconforto no baixo ventre (porção baixa da barriga); dores de cabeça, sendo que muitas vezes podem ser desencadeadas crises de enxaqueca; podem ocorrer alterações na pele e nos cabelos; podem aparecer dores nas costas, principalmente na região lombar; podem ocorrer dores musculares e articulares; mastalgia (dor nas mamas); insônia (dificuldade para dormir); algumas vezes podem ocorrer tonturas; cansaço; náuseas; pode ocorrer o ganho de peso (até 1 kg), geralmente devido ao inchaço.
Os sintomas psicológicos mais freqüentes da síndrome pré-menstrual: alterações de humor; sensação de estar chateada; irritabilidade, raiva; humor deprimido; choro fácil, sem motivo aparente, que a própria mulher não sabe referir; ansiedade, angústia; algumas mulheres têm pensamentos suicidas; dificuldade de concentração; confusão e esquecimento; inquietação; diminuição da auto-estima. Os sintomas comportamentais mais comuns da síndrome pré-menstrual: perda de interesse sexual; alterações do apetite, compulsão alimentar, vontade de doces, principalmente chocolate. Qualquer doença crônica, como a asma ou enxaqueca, pode piorar. A maioria das mulheres na síndrome pré-menstrual, no mínimo acham seus sintomas desconfortáveis, mas uma pequena percentagem tem sintomas que são graves o suficiente para impedí-las de ter uma vida normal, este é o caso do transtorno disfórico pré-menstrual. Este é um tipo mais intenso de síndrome pré-menstrual. Os sintomas do transtorno disfórico pré-menstrual são similares aos da síndrome pré-menstrual, mas mais exacerbados. Eles podem incluir: sentimentos de desesperança; tristeza persistente ou depressão; extrema raiva, angústia e ansiedade; diminuição do interesse em atividades usuais; dormir muito mais ou menos do que o habitual; auto-estima muito baixa; extrema tensão e irritabilidade; algumas mulheres têm pensamentos suicidas. O tratamento do transtorno disfórico pré-menstrual é mais difícil, porque geralmente tem efeito negativo na vida da mulher e nos seus relacionamentos.

Dr. João Santos Caio Jr.
Endocrinologia – Neuroendocrinologista
CRM 20611

Dra. Henriqueta V. Caio
Endocrinologista – Medicina Interna
CRM 28930

Como Saber Mais:
1. Os sintomas da síndrome pré-menstrual variam muito de uma mulher para outra... como saber mais
http://osteoporose2.blogspot.com

2. Existem mais de 100 sintomas relacionados à síndrome pré-menstrual... como saber mais
http://oseoporosecontrolada.blogspot.com

3.Os sintomas da síndrome pré-menstrual podem ser físicos, psíquicos e comportamentais, mas também a mulher pode apresentar sintomas do transtorno disfórico pré-menstrual... como saber mais
http://climateriocontrolado.blogspot.com

AUTORIZADO O USO DOS DIREITOS AUTORAIS COM CITAÇÃO
DOS AUTORES PROSPECTIVOS ET REFERÊNCIA BIBLIOGRÁFICA.
 


Referências Bibliográficas:
JULIE BROWN, MICHAEL PATRICK O'BRIEN SHAUGHN, MARJORIBANKS JANE, WYATT KATRINA, THE COCHRANE LIBRARY Valadares, G. C.; Ferreira, L. V.; Correa Filho, H.; Romano-Silva, M. A. Transtorno disfórico pré-menstrual revisão – conceito, história, epidemiologia e etiologia. Revista de Psiquiatria Clínica; 33 (3); 117-123. Sampaio, H. A.C. Aspectos nutricionais relacionados ao ciclo menstrual. Revista de Nutrição, Campinas, 15(3):309-317, set./dez., 2002. Rodrigo S. Dias, MD, PhD, da Clínica Bipolar e Programa de Pesquisa do Massachusetts General Hospital em Boston – agora no Instituto de Psiquiatria da Universidade de São Paulo Medical School, Brasil; Am J Psychiatry. on line em 15 fevereiro de 2011.








Contato:
Fones: (11)5572-4848/ (11) 2371-3337/ ou 98197-4706 TIM
Rua: Estela, 515 – Bloco D -12ºandar - Conj 121/122
Paraiso - São Paulo - SP - Cep 04011-002
e-mails: vanderhaagen@gmail.com

Site Clinicas Caio
http://drcaiojr.site.med.br/
http://dracaio.site.med.br/


Site Van Der Haagen Brazil
www.vanderhaagenbrazil.com.br
www.clinicavanderhaagen.com.br

Google Maps:

Seguir no Google Buzz

19 de julho de 2011

ENDOCRINOLOGIA – NEUROENDOCRINOLOGIA: SÍNDROME DA TENSÃO PRÉ-MENSTRUAL; ALGUMAS MULHERES PODEM SER MAIS SENSÍVEIS DO QUE OUTRAS ÀS ALTERAÇÕES NOS NÍVEIS DE HORMÔNIOS DURANTE O CICLO MENSTRUAL.

sinal vermelho
EMBORA A FREQUÊNCIA DA SÍNDROME DA TENSÃO PRÉ- MENSTRUAL ATINJA APROXIMADAMENTE 80% DAS MULHERES EM FASE REPRODUTIVA PODEM APRESENTAR SINTOMAS NA FASE PRÉ-MENSTRUAL, SENDO QUE APENAS DE 3 A 5% DE FORMA GRAVE A PONTO DE IMPEDIR A ROTINA OU O TRABALHO.


As causas da síndrome da tensão pré-menstrual não estão claras, não só porque sem duvida ocorre uma serie de distúrbios hormonais, mas envolve história familiar do problema, portanto conotações genéticas, doenças associadas ao problema de origem inflamatório, hormonais, e outros fatores da área comportamental-cognitivas, etc. Algumas mulheres podem ser mais sensíveis do que outras às alterações nos níveis de hormônios durante o ciclo menstrual. Estresse não parece causar a TPM, porém pode torná-la pior. A síndrome da tensão pré-menstrual pode afetar mulheres de qualquer idade que menstruam, mas é particularmente mais importante na síndrome do climatério, quando começam a escassear as menstruações regulares, sem considerar as pacientes que acabam associando alguns sintomas mesmo que leves da síndrome de menopausa. Síndrome da tensão pré-menstrual geralmente inclui sintomas tanto físicos como emocionais. O diagnóstico é geralmente baseado nos sintomas, quando eles ocorrem e como afetam a sua vidaA Organização Mundial de Saúde ainda não reconheceu a tensão pré-menstrual como uma entidade patológica; enquanto isso a classificação norte americana já diferencia Síndrome pré-menstrual (Premenstrual Syndrome) da Desordem Disfórica Pré-Menstrual (Premenstrual Dysphoric Disorder). Esta deficiência, contudo, deverá ser corrigida na 11ª edição do Código Internacional das Doenças. Não restam muitas dúvidas que existe um transtorno relacionado às fases do ciclo ovariano; quanto a serem dois distúrbios não se tem tanta certeza. Está sendo discutido e estudado se a Síndrome pré-menstrual e a Desordem Disfórica Pré-menstrual são a mesma coisa, provavelmente, e a cada dia as pesquisas confirmam que sim. A Síndrome pré-menstrual refere-se às variações físicas e do humor nas mulheres. Surge uma a duas semanas antes da menstruação e desaparece no fim do fluxo menstrual. Este transtorno é tratado pelos Endocrinologistas ou endocrinoginecologista.
A Desordem Disfórica pré-menstrual não apresenta necessariamente a sintomatologia física enquanto a alteração do humor é grave o suficiente para interferir nas atividades rotineiras de sua vida ou trabalhistas. Nessas condições, é muito importante para as mulheres que apresentam essas características, procurarem auxilio profissional, pois existem possibilidades terapêuticas eficientes, assim melhorando sua qualidade de vida e sua produtividade profissional, sem esquecer que a cada dia a mulher esta mais inserida no contesto de produtividade intelectual, econômico e cientifico de quaisquer Pais.

Dr. João Santos Caio Jr.
Endocrinologia – Neuroendocrinologista
CRM 20611

Dra. Henriqueta V. Caio
Endocrinologista – Medicina Interna
CRM 28930

Como Saber Mais:
1. Algumas mulheres podem ser mais sensíveis do que outras às alterações nos níveis de hormônios durante o ciclo menstrual...
http://osteoporose2.blogspot.com

2.O que caracteriza a síndrome da pré - menopausa...
http://osteoporosecontrolada.blogspot.com

3. A deficiência de vitamina B6 e magnésio associada a hormônios da mulher podem ser importantes nesta fase...

http://climateriocontrolado.blogspot.com


AUTORIZADO O USO DOS DIREITOS AUTORAIS COM CITAÇÃO
DOS AUTORES PROSPECTIVOS ET REFERÊNCIA BIBLIOGRÁFICA.



Referências Bibliográficas:
JULIE BROWN, MICHAEL PATRICK O'BRIEN SHAUGHN, MARJORIBANKS JANE, WYATT KATRINA, THE COCHRANE LIBRARY Valadares, G. C.; Ferreira, L. V.; Correa Filho, H.; Romano-Silva, M. A. Transtorno disfórico pré-menstrual revisão – conceito, história, epidemiologia e etiologia. Revista de Psiquiatria Clínica; 33 (3); 117-123.
Sampaio, H. A.C. Aspectos nutricionais relacionados ao ciclo menstrual. Revista de Nutrição, Campinas, 15(3):309-317, set./dez., 2002. Rodrigo S. Dias, MD, PhD, da Clínica Bipolar e Programa de Pesquisa do Massachusetts General Hospital em Boston – agora no Instituto de Psiquiatria da Universidade de São Paulo Medical School, Brasil; Am J Psychiatry. on line em 15 fevereiro de 2011.










Contato:
Fones: (11)5572-4848/ (11) 2371-3337/ ou 98197-4706 TIM
Rua: Estela, 515 – Bloco D -12ºandar - Conj 121/122
Paraiso - São Paulo - SP - Cep 04011-002
e-mails: vanderhaagen@gmail.com


Site Clinicas Caio
http://drcaiojr.site.med.br/
http://dracaio.site.med.br/

Site Van Der Haagen Brazil
www.vanderhaagenbrazil.com.br
www.clinicavanderhaagen.com.br



18 de julho de 2011

ENDOCRINOLOGIA - NEUROENDOCRINOLOGIA: A DEPRESSÃO É COMPANHEIRA DA ENXAQUECA NA PRÉ MENSTRUAL SINDROME

ALÉM DA DISFORIA, FOTOFOBIA, IRRITABILIDADE, E OUTROS DISTÚRBIOS COMPORTAMENTAIS INCONSCIENTES, MAS MUITO SÉRIOS E DESAGRADÁVEIS.


A enxaqueca é muito comum na tensão pré-menstrual (TPM), mas é acompanhada por outros sintomas desagradáveis e muitas vezes inconscientes como a depressão, fotofobia a irritação é demais sintoma insuportáveis, que compromete sua qualidade de vida de forma importante é uma condição crônica com crises periódicas principalmente próximo à TENSÃO PRÉ- MENSTRUAL(TPM) ou pré menopausa síndrome, mais abrangente. A enxaqueca é muito comum na tensão pré-menstrual (TPM) pré menopausa síndrome, é um sintoma muito desagradável, que compromete sua qualidade de vida de forma importante geralmente é descrita como uma dor intensa, latejante, a dor geralmente é unilateral (em um lado da cabeça), embora em cerca de um terço do tempo a dor é bilateral. As dores de cabeça unilaterais normalmente mudam de lado de uma crise para a outra. (Na verdade, dores de cabeça unilaterais que ocorrem sempre do mesmo lado, devem alertar o médico a considerar uma dor de cabeça secundária, por exemplo, causada por um tumor cerebral).
A enxaqueca é muito comum na tensão pré-menstrual (TPM), pré menopausa sindrome, é um sintoma muito desagradável, que compromete sua qualidade de vida de forma importante é geralmente agravada por atividades cotidianas como subir escadas. Pode ser acompanhada de náuseas, vômitos, diarreia, palidez facial, mãos e pés frios, aumento de sensibilidade à luz e ao som. Como resultado desta sensibilidade à luz e ao som, os sofredores de enxaqueca é muito comum na tensão pré-menstrual (TPM), pré menopausa síndrome é um sintoma muito desagradável, que compromete sua qualidade de vida de forma importante, geralmente a pessoa prefere ficar em um quarto calmo e escuro durante a crise. As enxaquecas são muito comuns na tensão pré-menstrual (TPM), pré menopausa síndrome é um sintoma muito desagradável, que compromete sua qualidade de vida de forma importante e as mais complicadas são as acompanhadas por disfunção neurológica ou neuroendocrinológicas. A parte do corpo que é afetada pela disfunção neurológica é determinada pela parte do cérebro que é responsável pela dor de cabeça (enxaqueca é muito comum na tensão pré-menstrual (TPM), pré menopausa síndrome é um sintoma muito desagradável, que compromete sua qualidade de vida de forma importante). A enxaqueca, é um sintoma muito desagradável, que compromete sua qualidade de vida de forma importante pode ocorrer na região vértebro-basilar do cérebro e é caracterizada por disfunção do tronco cerebral (a parte inferior do cérebro que é responsável pelas atividades automáticas como a consciência e equilíbrio). 
Os sintomas da enxaqueca são muito comuns na tensão pré-menstrual (TPM), pré menopausa síndrome é um sintoma muito desagradável, que compromete sua qualidade de vida de forma importante vértebro-basilar incluem desmaio como uma “aura”, vertigem (tonturas em que o ambiente parece girar) e visão dupla. A enxaqueca hemiplégica é caracterizada por fraqueza ou paralisia de um lado do corpo,simulando os sintomas de um derrame. A paralisia ou fraqueza geralmente é temporária, mas às vezes pode durar dias. 24 horas após uma crise de enxaqueca é muito comum na tensão pré-menstrual (TPM), pré menopausa sindrome é um sintoma muito desagradável, que compromete sua qualidade de vida de forma importante , o doente pode se sentir sem energia e pode ter uma dor de cabeça fraca, juntamente com a sensibilidade à luz e ao som. Infelizmente, alguns pacientes podem ter recorrência da dor de cabeça durante esse período. 

Dr. João S.Caio Jr
Endocrinologista-Neuroendocrinologista
CRM: 20611

Dra Henriqueta V.Caio
Endocrinologia-Medicina Interna
CRM 28930

Como Saber Mais:
1.Quais os cuidados com a tensão pré mesntrual...
http://drcaiojr.site.med.br/index.asp?PageName=TPM

2. Tratamento com hormônio pode ajudar a controlar estes sintomas da TPM...
http://reposicaohormonal2.blogspot.com/


3. Reposição hormonal quais são seus beneficios...
http://reposicaohormonal2.blogspot.com/


AUTORIZADO O USO DOS DIREITOS AUTORAIS COM CITAÇÃO
DOS AUTORES PROSPECTIVOS E REFERÊNCIA BIBLIOGRÁFICA.



Referência Bibliográfica:
Moore,K.L.The Developing Human. 4 Ed.40.W.B Saunders Company Philadelphia.DE Wolf, C.DE Wolf-Peeters & I. Brosens. Am.J. Obstet.Gynecol.117:833-848, Smith, S.K.The Physiology of menstrutation. Odlind,V.& I.S.Contraception and Menstrual bleeding disturbances: a clinical overview. University Press. Cambridge.









Contato:
Fones: (11)5572-4848/ (11) 2371-3337/ ou 98197-4706 TIM
Rua: Estela, 515 – Bloco D -12ºandar - Conj 121/122
Paraiso - São Paulo - SP - Cep 04011-002
e-mails: vanderhaagen@gmail.com



Site Clinicas Caio
http://drcaiojr.site.med.br/
http://dracaio.site.med.br/

Site Van Der Haagen Brazil
www.vanderhaagenbrazil.com.br
www.clinicavanderhaagen.com.br

Google Maps:
http://maps.google.com.br/maps/place?cid=5099901339000351730&q=Van+Der+Haagen+Brasil&hl=pt&sll=-23.578256,-46.645653&sspn=0.005074,0.009645&ie=UTF8&ll=-23.575591,-46.650481&spn=0,0&t=h&z=17


Seguir no Google Buzz


1 de julho de 2011

ENDOCRINOLOGIA – NEUROENDOCRINOLOGIA: NUTRIÇÃO - SÍNDROME PRÉ-MENSTRUAL,

ALIMENTOS RICOS EM VITAMINAS DO COMPLEXO B ESTÃO ASSOCIADOS A MENORES RISCOS DE TPM – TENSÃO PRÉ MENSTRUAL.


A síndrome pré-menstrual (TPM) afeta uma em cada cinco mulheres. Os sintomas aparecem na semana que antecede a menstruação, cessando nos primeiros dias após o início desta. Os sintomas mais comuns são: ansiedade, depressão, irritabilidade, dor abdominal, fadiga e inchaço. A causa pode estar relacionada com as alterações hormonais. Um estudo realizado com mulheres mostra que fazer uma dieta rica em alimentos fontes de vitaminas do complexo B tem menos risco de síndrome pré-menstrual (TPM)As mulheres que comem com freqüência alimentos como espinafre e cereais enriquecidos com vitaminas B têm um risco menor de 25% de apresentar a TPM - tensão pré menstrual. É importante que as mulheres que apresentam com freqüência estes sintomas avaliem a qualidade da alimentação certificando-se de que está consumindo razoavelmente a quantidade ideal de alimentos ricos em tiamina e riboflavina do complexo B. É relativamente fácil de encontrar nos alimentos estas vitaminas (B1-tiamina e B2- riboflavina). A vitamina B1 está nos cereais fortificados, feijões secos, carne vermelha. Já a vitamina B2 encontramos nos ovos, leites, agrião, rúcula, sardinha, fígado. O ideal é ter o hábito de consumir uma alimentação equilibrada e saudável, com variedade de frutas e legumes, vegetais folhosos, consumo de alimentos integrais, porque desta forma, a mulher vai receber uma quantidade suficiente destes nutrientes, assim como as outras vitaminas e minerais que o organismo precisa para manter as funções básicas.

Neste período é comum a retenção hídrica, inchaços, portanto fiquem longe dos produtos industrializados, ou melhor, escolha os alimentos com menos percentual de sódio. As grandes concentrações de sódio estão nos temperos prontos, sopas industrializadas, molhos, refrigerantes. Outro cuidado fora a alimentação é a atividade física. A mulher precisa se exercitar regularmente para amenizar o estresse.

Dr. João Santos Caio Jr.
Endocrinologia – Neuroendocrinologista
CRM 20611

Dra. Henriqueta V. Caio
Endocrinologista – Medicina Interna
CRM 28930



Como Saber Mais:
1. Quais são os alimentos que colaboram para a retenção hídrica...
http://nutricaocontrolada.blogspot.com


2. Dieta rica em alimentos fontes de vitaminas do complexo B tem menos risco de síndrome pré-menstrual (TPM)...
http://tensaopremenstrual.blogspot.com

3. A vitamina B1 está nos cereais fortificados, feijões secos, carne vermelha...

http://reposicaohormonal.blogspot.com

AUTORIZADO O USO DOS DIREITOS AUTORAIS COM CITAÇÃO
DOS AUTORES PROSPECTIVOS ET REFERÊNCIA BIBLIOGRÁFICA.


Referências Bibliográficas:
BATTEN, L. A.; Alimentos ricos em vitaminas do complexo b estão associados a menores riscos de TPM. American Journal Clinical of Nutrition 2011.







Contato:
Fones: (11)5572-4848/ (11) 2371-3337/ ou 98197-4706 TIM
Rua: Estela, 515 – Bloco D -12ºandar - Conj 121/122
Paraiso - São Paulo - SP - Cep 04011-002
e-mails: vanderhaagen@gmail.com


Site Clinicas Caio

http://drcaiojr.site.med.br/
http://dracaio.site.med.br/

Site Van Der Haagen Brazil
www.vanderhaagenbrazil.com.br
www.clinicavanderhaagen.com.br


Google Maps:
http://maps.google.com.br/maps/place?cid=5099901339000351730&q=Van+Der+Haagen+Brasil&hl=pt&sll=-23.578256,-46.645653&sspn=0.005074,0.009645&ie=UTF8&ll=-23.575591,-46.650481&spn=0,0&t=h&z=17

Seguir no Google Buzz


21 de junho de 2011

ENDOCRINOLOGIA – NEUROENDOCRINOLOGIA: A EXACERBAÇÃO PRÉ-MENSTRUAL (EPM) PODE SER UM PREDITOR CLÍNICO DE MAIOR GRAVIDADE DO TRANSTORNO BIPOLAR (TB),

QUE É UM COMPROMETIMENTO NEURO – PSIQUIÁTRICO, BEM MAIS EVIDENTE NA SÍNDROME PRÉ – MENSTRUAL .


A exacerbação pré-menstrual (EPM) pode ser um preditor clínico de maior gravidade do transtorno bipolar (TB). Em um estudo efetuado com cerca de 300 mulheres com transtorno bipolar (TB), os pesquisadores descobriram que aquelas com exacerbação no período pré-menstrual (EPM) tinham mais sintomas de depressão e de euforia (maníaco), mais episódios da doença, e uma taxa mais rápida de recaída comparadas com aquelas sem exacerbação no período pré-menstrual (EPM).  Além disso, as mulheres com exacerbação no período pré-menstrual (EPM) foram mais propensas a relatar ciclos rápidos de euforia (maníaco) e depressão do transtorno bipolar (TB). A piora no período pré-menstrual dos transtornos mentais é uma queixa comum, mas não muito estudada. Não é de se surpreender com a alta prevalência de participantes do estudo que tinha exacerbação no período pré-menstrual, cerca de 65,2% ou que houvesse um maior número de episódios depressivos observada nestas mulheres durante o período de 1 ano de acompanhamento. Mas o menor tempo de recidiva, que chegava à metade do período de recaída nas mulheres sem piora pré-menstrual, foi uma surpresa. Este grupo também apresentou mais tempo com sintomas residuais, que têm sido associados com mau funcionamento e uma maior taxa de recaída. Este é o primeiro grande estudo a prospectivamente investigar o impacto da exacerbação pré-menstrual (EPM) no curso do transtorno bipolar (TB). Seria ótimo se cada médico acompanhasse o ciclo menstrual da paciente a cada consulta e observasse qualquer queixa relacionada com um evento reprodutivo, como transtorno disfórico pré-menstrual (TDPM), distúrbios pós-parto, etc. 
Essas mulheres poderiam ser vistas como um grupo especial de pacientes. Aproximadamente 80% das mulheres apresentam sintomas pré-menstruais leves, mas apenas 6% são diagnosticados como tendo transtorno disfórico pré-menstrual (TDPM). No entanto, cerca de 19% das mulheres têm transtorno disfórico pré-menstrual (TDPM) subsindrômico - apresentam muitos dos sintomas, mas não o suficiente para ter um diagnóstico clínico de transtorno disfórico pré-menstrual (TDPM). Apesar das evidências de que a exacerbação pré-menstrual ocorre em uma proporção substancial de mulheres com transtorno bipolar, pouco se sabe sobre as implicações clínicas dessa associação. Foram feitos estudos de transtornos de humor e de saúde mental das mulheres, especialmente centrada no impacto do ciclo menstrual, porque esta é uma queixa comum na prática diária. Acredita-se na associação entre hormônios e regulação do humor poderia ser um marcador/ modulador, um fator desencadeador para novos episódios de alterações do humor, em uma população especial de mulheres que são sensíveis às mudanças hormonais.

Dr. João Santos Caio Jr 
Endocrinologista – Neuroendocrinologista  
CRM: 20611

Dra Henriqueta V. Caio 
Endocrinologia-Medicina Interna  
CRM 28930

Como Saber Mais:
1. A exacerbação pré-menstrual (EPM) pode ser um preditor clínico de maior gravidade do transtorno bipolar (TB)... 
http://osteoporose2.blogspot.com

2. Além disso, as mulheres com exacerbação no período pré-menstrual (EPM) foram mais propensas a relatar ciclos rápidos de euforia (maníaco) e depressão do transtorno bipolar (TB)...
http://osteoporosecontrolada.blogspot.com

3. Mas o menor tempo de recidiva, que chegava à metade do período de recaída nas mulheres sem piora pré-menstrual, foi uma surpresa...
http://climateriocontrolado.blogspot.com

AUTORIZADO O USO DOS DIREITOS AUTORAIS COM 
CITAÇÃO
DOS AUTORES PROSPECTIVOS ET REFERÊNCIA BIBLIOGRÁFICA.

Referências Bibliográficas:
Rodrigo S. Dias, MD, PhD, da Clínica Bipolar e Programa de Pesquisa do Massachusetts General Hospital em Boston – agora no Instituto de Psiquiatria da Universidade de São Paulo Medical School, Brasil; Am J Psychiatry. on line em 15 fevereiro de 2011.









Contato:
Fones: (11)5572-4848/ (11) 2371-3337/ ou 98197-4706 TIM
Rua: Estela, 515 – Bloco D -12ºandar - Conj 121/122
Paraiso - São Paulo - SP - Cep 04011-002
e-mails: vanderhaagen@gmail.com



Site Clinicas Caio
http://drcaiojr.site.med.br/
http://dracaio.site.med.br/

Seguir no Google Buzz


ENDOCRINOLOGIA – NEUROENDOCRINOLOGIA: A SÍNDROME PRÉ-MENSTRUAL AFETA ATÉ 95 POR CENTO DAS MULHERES EM IDADE FÉRTIL COM PELO MENOS UM SINTOMA LEVE, E ATÉ 11 POR CENTO DAS MESMAS COM SINTOMAS INVALIDANTES.

INIBIDORES SELETIVOS DA RECAPTAÇÃO DA SEROTONINA PARA A SÍNDROME PRÉ-MENSTRUAL, SENTIRAM ALÍVIOS SIGNIFICATIVOS COM A ASSOCIAÇÃO DE SUBSTÂNCIAS CORRETIVAS HORMONAIS, MESMO NA FASE LÚTEA, QUE DEVERIAM SER MAIS SUAVES.


A síndrome pré-menstrual é um conjunto de sinais e sintomas, também conhecido por tensão pré - menstrual ou TPM, que afeta até 95 por cento das mulheres em idade fértil com pelo menos um sintoma leve, e até 11 por cento das mesmas com sintomas invalidastes, ao ponto de serem descritos em algumas situações como atenuante de atitudes gravemente anti-social. Apesar da alta freqüência deste transtorno, muito pouco se sabe sobre sua fisiopatologia, o que explica que o arsenal terapêutico seja limitado apenas a tratamentos sintomáticos. Implicações sociais, culturais da menstruação e as principais manifestações clínicas são analisadas, de forma preocupante, bem como as dificuldades para se estabelecer um diagnóstico preciso. Neste sentido, as principais classificações nosológicas (sintomas) e (doenças) atuais, são descritas, como problemas perturbadores, que podem comprometer desde um relacionamento familiar, social, profissional, atrapalhando uma trajetória da mulheres acometidas por este mal de forma significativa. A relação da síndrome pré-menstrual ou tensão pré - menstrual - TPM, com outros transtornos neuro - psiquiátricos, especialmente como os transtornos afetivos, levou certos pesquisadores e autores a proporem que esta síndrome seja incluída em futuras classificações nosológicas (como doenças especificas). Estudos prospectivos estão sendo realizados na tentativa de examinar a oportunidade de tal possibilidade. Diversos pesquisadores concluem que muito caminho deve ainda ser percorrido no campo da síndrome pré-menstrual ou tensão pré - menstrual - TPM, o que não impede que algumas propostas terapêuticas sejam já utilizadas. Uns das alternativas já avaliadas com um resultado promissor são os inibidores seletivos da recaptação da serotonina para a síndrome pré-menstrual, entretanto deve-se tomar uma série de cuidados que estas substâncias inibidoras seletivas aos indicados, pois devido a diversas atuações em receptores concomitantes selecionados pelas substancias, nem sempre é o desejado efeito terapeuticamente que se impõe, mas claro, quando bem orientado por profissionais experientes o resultado é animador. Existem outros fatores que estão intimamente ligados ao campo da síndrome pré-menstrual ou tensão pré - menstrual - TPM, tais como hormônios específicos produzidos pela mulher, e diversas pesquisas os colocam como fator gatilho. Esta é uma atualização substancial de uma revisão anterior. Síndrome pré-menstrual aguda (TPM) afeta entre 3% a 5% das mulheres em idade reprodutiva(a forma aguda e não a mais frequente). 
A síndrome pré-menstrual aguda (TPM) grave é classificada sob o Manual Diagnóstico e Estatístico de Transtornos Mentais como transtorno disfórico pré - menstrual .Inibidores seletivos da recaptação da serotonina (ISRS) são cada vez mais utilizado como primeira linha terapêutica para a TPM. Os objetivos destas revisões foram avaliar a eficácia dos antidepressivos na redução dos sintomas síndrome pré-menstrual em mulheres com diagnóstico de síndrome pré-menstrual severa. Todos os ensaios foram considerados em que a mulher com diagnóstico prospectivo de pré menstrual síndrome severa, e até Transtornos Mentais, como transtorno disfórico pré-menstrual mesmo com desordem disfórica na fase lútea do ciclo menstrual (ultima fase em que deveria ser mais ameno), sentiram alívios significativos com a associação de substâncias corretivas hormonais, associadas aos recaptadores de serotonina bem indicados.

Dr. João Santos Caio Jr.
Endocrinologia – Neuroendocrinologista

CRM 20611

Dra. Henriqueta V. Caio
Endocrinologista – Medicina Interna
CRM 28930


Como Saber Mais:
1. Os sintomas da pré - menopausa podem ser severos...
http://osteoporose2.blogspot.com


2.O que caracteriza a síndrome da pré - menopausa...
http://osteoporosecontrolada.blogspot.com


3. A deficiência de vitamina B6 e magnésio associada a hormônios da mulher podem ser importantes nesta fase...
http://climateriocontrolado.blogspot.com


AUTORIZADO O USO DOS DIREITOS AUTORAIS COM CITAÇÃO
DOS AUTORES PROSPECTIVOS ET REFERÊNCIA BIBLIOGRÁFICA.


Referências Bibliográficas:
JULIE BROWN, MICHAEL PATRICK O'BRIEN SHAUGHN, MARJORIBANKS JANE, WYATT KATRINA, THE COCHRANE LIBRARY Valadares, G. C.; Ferreira, L. V.; Correa Filho, H.; Romano-Silva, M. A. Transtorno disfórico pré-menstrual revisão – conceito, história, epidemiologia e etiologia. Revista de Psiquiatria Clínica; 33 (3); 117-123.
Sampaio, H. A.C. Aspectos nutricionais relacionados ao ciclo menstrual. Revista de Nutrição, Campinas, 15(3):309-317, set./dez., 2002.









Contato:
Fones: (11)5572-4848/ (11) 2371-3337/ ou 98197-4706 TIM
Rua: Estela, 515 – Bloco D -12ºandar - Conj 121/122
Paraiso - São Paulo - SP - Cep 04011-002
e-mails: vanderhaagen@gmail.com


Seguir no Google Buzz